domingo, 14 de junho de 2015

[REVIEW] Jurassic World

Oi, gente! Como estão?

Ontem, fui ao cinema assistir Jurassic World e não pude me conter enquanto assistia ao filme. Era grito, era choro, me contorci diversas vezes na cadeira... Eu me senti criança novamente! Então, vim dizer minhas impressões sobre o novo filme da franquia.


A história se passa 20 anos após os acontecimentos na Ilha Nublar (ilha do primeiro filme), o parque está finalmente aberto e sob a nova direção do oitavo homem mais rico do mundo, Simon Masrani. A ganância humana não tem limites e, além de trazerem animais extintos para os tempos atuais, eles resolvem criar novas atrações para o parque, extraordinários e maiores animais, com mais dentes! Criar dinossauros a partir do DNA de diversos animais parecia algo que daria dinheiro, mas ninguém sabia as consequências que esse ato resultaria. O novo dinossauro aparenta ser muito inteligente e procuram o ex-militar Owen Grady para dar uma olhada no animal, já que ele conseguiu obter resultados na adestração dos raptors. Mas ninguém poderia imaginar que o animal seria tão inteligente a ponto de burlar sistemas de segurança, matar por esporte e aterrorizar as pessoas que estão na ilha.

"Spared no expense"

O parque tem o controle da Dr. Claire, que mantém pulso firme para lidar com problemas que possam surgir no parque e ela resolve levar os sobrinhos para passar o fim de semana como convidados VIP no parque. Descobrimos que ela não conhece muito bem sua própria família e isso a mantém afastada dos dois garotos, deixando uma babá com eles. E eles fogem – porque crianças sempre fazem merda – do cuidado da babá e vão curtir o parque sozinhos.


O que eu posso dizer? Eu simplesmente amei o filme do início ao fim, apenas o fato que não terem explicado como a ilha foi reconquistada pelos humanos me desagradou. Eu estava muito receosa quanto a esse filme, pois no trailer vimos que os velociraptors são adestrados – não é spoiler, estava no trailer - pelo personagem de Chris Pratt. Como assim adestraram os raptors? Porque não pensaram nisso nos outros filmes? Muitos questionamentos em relação a isso, mas tudo tem um propósito bem mais profundo nesse filme, que estou morrendo de vontade de contar, mas não dá. ASSISTAM LOGO, POR FAVOR


A escolha dos atores foi ótima e o talento de cada um ficou visível nas cenas sufocantes, mas também nas cenas mais tocantes dos pequenos detalhes da vida pessoal de cada personagem como, por exemplo, os pais dos sobrinhos da Dr. Claire estão para se divorciar e vemos o sofrimento do filho mais novo ao ter que lidar com a novidade.

Fazendo uma rápida comparação com a trilogia inicial, o filme, em termos de história ficou melhor. Em tecnologia, pior. Quando digo pior, é porque hoje é muito mais fácil ter efeitos especiais, diferente do que Spielberg fez nos anos 1990. Não tem comparação!


Minha dica: assistam ao filme no cinema! A qualidade do 3D IMAX está perfeita e não tenho do que reclamar e olha que eu não gosto de filmes em 3D. Assistam ao trailer e corram para o cinema mais próximo para surtar junto comigo.


Espero que tenham gostado, galera. Até a próxima!